cortina-mosquiteira-magnetica-block-insetos

Cortina magnética veda entrada de insetos

A Block Insetos acaba de lançar no mercado uma cortina magnética para portas, solução inovadora que proporciona vedação integral contra a entrada de insetos. O produto foi desenvolvido para atender a residências, indústrias, restaurantes, hotéis, escolas e hospitais, entre outros empreendimentos que precisam manter os ambientes arejados e protegidos. A cortina pode ser customizada, basta escolher uma dimensão que seja um pouco maior que a porta. De acordo com a empresa, para instalar, é preciso uma fita métrica, lápis e tesoura, e adaptar o produto ao tamanho das janelas ou a medida da porta – não é preciso esperar por um instalador. Essa novidade é fruto de uma solução inédita lançada em 2017 pela empresa, uma tela mosquiteira magnética que impede a entrada de insetos nos ambientes. O produto, que foi patenteado, tem como grande diferencial a presença de um sistema de fitas magnéticas exclusivo, que possibilita que a tela seja fixada em qualquer superfície, como alumínio, madeira, PVC, alvenaria ou ferro. Além disso, não tem toxina e é de fibra de vidro, que não resseca e não desfia. A ideia dessa tela surgiu em 2016, época em que houve no Brasil um aumento das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, como o zika vírus. Foram cerca de 10 meses de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Quando o assunto é a estratégia comercial, uma das grandes apostas da Block Insetos é o mercado internacional. A empresa está presente no Uruguai, na rede Sodimac, e está finalizando sua primeira exportação para a Argentina. “O mercado argentino, apesar da crise, é muito promissor. Eles também vivem os mesmos problemas tropicais que o Brasil e precisam de soluções efetivas para bloquear a ação dos insetos dentro dos ambientes”, afirma a diretora de Vendas & Exportação da empresa, Claudia Banzoli. A startup foi uma das 62 selecionadas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para integrar a Missão Argentina e Chile que aconteceu na semana passada. O encontro envolveu rodadas de negócios com compradores dos dois países, seminários e visitas técnicas para entendimento do mercado. A inclusão da startup na missão surgiu em função do Projeto Extensão Industrial Exportadora (Peiex), que visa incrementar a competitividade e promover a cultura exportadora empresarial. A Block Insetos foi convidada a participar pela Agência Paulista de Promoção de Investimento e Competitividade (Invest São Paulo). Além de integrar o Peiex, condição imprescindível para participar da missão, a Block ainda cumpre requisitos considerados necessários pela Apex-Brasil para promoção comercial, como manter um site em idioma estrangeiro, bem como material promocional, embalagem, rotulagem e lista de preços internacionais. “Essas iniciativas dão sequência ao atendimento que é realizado com o Peiex. Com isso, garantimos à empresa um ciclo completo rumo ao comércio exterior no qual a empresa se capacita para atuar no comércio exterior e, em seguida, tem uma primeira experiência voltada à promoção de suas exportações”, explica a diretora de Negócios da Apex-Brasil, Márcia Nejaim.

https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/economia/2018/09/650468-cortina-magnetica-veda-entrada-de-insetos.html

 

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email